Um olhar traçado e compreendido pela psique da inspirada Magna Laa, que expira Petite Kybele.


Uma boneca de instante, posta em porcelana, trapos e seu pequeno diamante, que desenha seu paralelo entre seus planos fantasioso e absoluto.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Sus

Da série Droguinhas; de Mira Schendel

Com tatos revisito fragmentos e reflito o olhar antigo ali re'leito.
Neste agora dentro em outro espaço e tempo,
insuflo afeto e reafirmo a minha essência:
Alumio
e signo meu desígnio:
Traço.

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá fascinante este espaço parece muito organizado.........bom trabalho :)
Gostei muito Continua assim !!